diário de 5 minutos.

Sinto falta dos amigos que fiz pelas cidades que se passaram. De quem eles eram naquela época. O tempo passa e por mais que dizemos acreditar que nada mudou, ele sempre leva consigo um pouco da intimidade, da confiança, do amor e da amizade.
Sinto falta de ter amigos.
Os dias dentro de casa, sem um emprego, sem um objetivo ou algo que me distraia, estão me enlouquecendo.
Só tenho medo de não me reconhecer mais.
O tédio tem se esforçado pra ser meu maior companheiro, mas na grande maioria das vezes, me enjoo dele antes do sol nascer. As indecisões mantém o páreo.
Conseguem se fazer presente nas longas 24 horas que tem o dia.

Eu tiro boas fotos. Posso escrever sobre o que quiser. Sou excelente na cozinha. Sou inteligente e esperta. Tenho um bom curriculum. Sou empreendedora. Não curto muito videos de humor, raramente eles me arrancam um sorriso. Sou amiga, de verdade.

O que vale tudo isso?
Continuo desempregada, entediada e sem conseguir afastar a procrastinação que me impede de fazer o que acredito.

 

Certo dia alguém me disse que esse site era como um pedido de socorro.
Hoje não entendo porque fiquei tão surpresa com a afirmativa.
Escrevo aqui os medos e anseios da minha alma. Nas entrelinhas há sempre meus desejos mais ocultos e subentendido, minha realidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: